Teatro Municipal Sá de Miranda

      

                                                                                                                               

O Teatro Municipal Sá de Miranda foi inaugurado no dia 29 de abril de 1885. Completou, em 2017, 132 anos de existência.

A sua construção deveu-se ao esforço de um grupo de personalidades vianenses que constituiu, em 1879, a Companhia Fomentadora Vianense com o objetivo de construir “um edifício civilizador” para a cidade e para a região. Teatro “à italiana”, projetado por José Geraldo da Silva Sardinha, com plateia em forma de ferradura e três ordens de camarotes, com capacidade (atualmente) para 378 lugares. O pano de boca original foi desenhado por Luigi Manini e pintado por Hercole Lambertini, cenógrafos do Teatro S. Carlos e o teto, uma imagem do céu em trompe l´oeil, com retratos de dramaturgos, foi pintado por João Baptista do Rio.

A Câmara Municipal adquiriu o edifício em 1985, numa altura em que a sua degradação se acentuava.

O Teatro do Noroeste - Centro Dramático de Viana é fundado em 1991 como companhia residente neste magnífico teatro centenário, com o intuito de capacitar a oferta cultural do território e alavancar a redinamização do Teatro Municipal Sá de Miranda. Desde então, a atividade do Teatro do Noroste - CDV e a iniciativa da Câmara Municipal de Viana do Castelo têm propiciado a promoção de obras de beneficiação, primeiro, em 1993, dando segurança e comodidade ao público e, numa segunda fase, dotando a caixa de palco dos mais modernos equipamentos cénicos, que permitem pôr em cena os mais exigentes espetáculos.

Sedeado neste edifício, o Teatro do Noroeste - CDV desenvolve uma ação de dinamização cultural orientada para o serviço público, que contribui para a oferta cultural da região, para a formação de públicos e para o incremento do acesso dos cidadãos à fruição dos bens culturais, em consonância com o preceituado constitucional respeitante à Cultura e observando as mais atuais práticas culturais europeias. Agente ativo na redinamização e qualificação do Teatro Municipal Sá de Miranda, através de uma atividade continuada de residência, o Teatro do Noroeste – CDV apresentou, ao longo dos seus atuais 25 anos de atividade, 132 diferentes produções, para todos os públicos, a que assistiram mais de 590.000 espetadores, sendo a estrutura de criação artística profissional de maior longevidade sedeada e a operar no Alto Minho.

Em 2015, a Câmara Municipal de Viana do Castelo, com a participação do Teatro do Noroeste – CDV, assinalou os 130 anos de existência do Teatro Municipal Sá de Miranda, com uma sessão evocativa da sua inauguração que contemplou um ato formal que teve lugar no átrio do teatro, a leitura de poesia, uma visita por espaços menos conhecidos do edifício e a exposição de um exemplar original do jornal “A Aurora do Lima”, do dia 29 de abril de 1885, exibindo a notícia da inauguração do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, o primeiro edifício do género a ser construído no Alto Minho. 
 

Mais informações sobre Teatro Municipal Sá de Miranda