Escola de Verão para Atores 2016!
 


 

O Teatro do Noroeste – CDV, com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo realiza, entre os dias 11 e 21 de julho de 2016, a ESCOLA DE VERÃO PARA ATORES 2016, curso de verão intensivo para atores, no Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, este ano consagrada ao tema «Tragédia Grega e Contemporaneidade - A Revisão dos Mitos».

Com coordenação de Guillermo Heras, a ESCOLA DE VERÃO PARA ATORES 2016 destina-se a intérpretes profissionais e estudantes de interpretação interessados numa experiência de aprendizagem teórico-prática especializada no campo de criação do ator.

Privilegiando algumas das principais áreas da prática teatral, a ESCOLA DE VERÃO PARA ATORES 2016 conta com um formador de reconhecido mérito para cada umas das áreas de formação específica.

Informação detalhada e candidaturas em Escola de Verão para Atores 2016.
 

Mais informações: 258 823 259 | 967 552 988

publicos@centrodramaticodeviana.com 

 


FITEI em Viana!
 


 

O Teatro do Noroeste – CDV traz à cidade de Viana do Castelo uma extensão do Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica (FITEI), com dois espetáculos e uma exposição de maquetas de cenografia de José Rodrigues.

O primeiro espetáculo, “Lost Dog… Perro Perdido”, pela companhia espanhola Cal y Canto, de Burgos, decorreu no dia 02 de junho. Ao longo desse dia aconteceram três sessões, na Porta Mexia Galvão, na Praça da República, dirigidas às escolas do concelho.

Após o espetáculo houve uma conversa com o público sobre cenografia, o tema da 39.ª edição do FITEI que começou a 28 de maio e termina a 19 de junho.

O segundo espetáculo do FITEI em Viana do Castelo, intitulado “Concerto para as Estrelas”, pela companhia Teatro do Frio, realizou-se no dia 10 de junho, às 22h00 na Citânia de Santa Luzia.

A partir de setembro, estará patente em Viana do Castelo, a capital do Alto Minho, uma exposição de maquetas de cenografia de José Rodrigues, relativas a espetáculos de teatro nos quais o escultor portuense participou nas últimas décadas.

Para o Teatro do Noroeste - CDV a realização, pela primeira vez, de uma extensão do FIETI em Viana do Castelo “é um momento histórico porque existe uma relação, com alguns anos de participação da companhia profissional de Viana naquele festival”.

“É um laço que vamos recuperar este ano e que é extremamente importante uma vez que o FITEI congrega um espaço simbólico de criação e de partilha de experiências entre criadores que é comum à própria história do Teatro do Noroeste-CDV”, disse Ricardo Simões, diretor artístico do Teatro do Noroeste - CDV.

O diretor artístico do FITEI, Gonçalo Amorim, presente no encontro com os jornalistas, afirmou que “privilégio enorme” para o festival “começar a ter esta extensão em Viana do Castelo, que é uma das cidades mais importantes do Eixo Atlântico”.

“Viana tem um contacto privilegiado com a Galiza e o FITEI teve sempre, desde o início, esta missão da aproximação das línguas e entre os povos”, sustentou.

Para Gonçalo Amorim, esta extensão “permitirá fazer circular os públicos e os espetáculos” do festival que este ano decorrerá ainda em Matosinhos e Vila Nova de Gaia.

A vereadora da Cultura da Câmara de Viana do Castelo, Maria José Guerreiro manifestou-se confiante que esta extensão “vai passar a centralidade porque Viana do Castelo tem tudo o que é necessário para ser um parceiro completo do FITEI”.

Também o presidente da Câmara da capital do Alto Minho, José Maria Costa, sublinhou “a importância deste relacionamento e desta cooperação”.

“Gostaríamos com este primeiro ensaio de cooperação que possamos aprofundar, no futuro, esta cooperação e ter parte mais ativa, quem sabe na programação e nos espaços para próximas edições”.

FITEI em Viana do Castelo

Mais informações: 258 823 259 | 967 552 988 

 publicos@centrodramaticodeviana.com    

 



Anjo Branco": Final em Festa!

 


 

Terminou da melhor forma, no dia 5 de junho, o “Anjo Branco”, criação do projeto Comunidade do Teatro do Noroeste – CDV.

Ensaiada desde setembro do ano passado, uma vez por semana as oficinas de teatro ATIVAsénior, ATIVAjúnior e Enquanto Navegávamos criaram, juntamente com a equipa residente da companhia e o encenador Graeme Pulleyn, a dramaturgia inspirada na obra de Bernardo Santareno e no imaginário da faina bacalhoeira que, ao longo de grande parte do século XX, envolveu gerações de portugueses e milhares de famílias do concelho e distrito de Viana do Castelo.

 

Partindo de um universo tão vasto quanto a fundação dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, em 1944, que teve como principal propósito a construção de embarcações (lugres) para a pesca do bacalhau; passando pela extensa atividade de seca do bacalhau na fábrica situada em Darque, na margem esquerda do Rio Lima; até à construção, em 1955, do Navio Hospital Gil Eannes nos estaleiros vianenses que prestou apoio à frota portuguesa na Terra Nova e Gronelândia até à década de 70; à memória de gerações de vianenses que cresceram e viveram com a angústia da espera pelos familiares embarcados em campanhas de pelo menos seis meses no mar; até à obra literária e dramatúrgica de Bernardo Santareno, pseudónimo de António Martinho do Rosário, médico que trabalhou no Navio Hospital Gil Eannes em 1958, a bordo do qual terá escrito parte da sua obra-prima teatral “O Lugre”, estreada no Teatro Nacional D. Maria II em 1959, o “Anjo Branco” foi um projeto absolutamente extraordinário e marcante para o Teatro do Noroeste – CDV.

 

Uma equipa de 64 pessoas colaborou diretamente na realização dos espetáculos a bordo do Navio Hospital Gil Eannes que foram vistos por mais de 900 espetadores.

 

A todos, assim como à Fundação Gil Eannes e à Câmara Municipal de Viana do Castelo, o Teatro do Noroeste – CDV diz: Muito obrigado e… Até já!

 

Mais informações: 258 823 259 | 967 552 988 

 publicos@centrodramaticodeviana.com 

 


 

Programação abr-ago!
 




 

Informações: 258 823 259 | 967 552 988

publicos@centrodramaticodeviana.com